Governança de dados na prevenção de vazamentos

O que a governança de dados tem a ver com vazamentos?

Em um cenário de transformação digital, os dados são provavelmente o ativo mais importante e poderoso do mundo atual. Com o volume de dados sendo gerados, compartilhados e analisados anualmente, quem domina as informações proporcionadas por eles tem muito a ganhar. Por isso, os vazamentos de dados digitais têm se tornado uma preocupação cada vez maior – e não importa o tamanho do negócio!

Neste artigo, você vai descobrir o que é governança de dados, o que ela tem a ver com os vazamentos de sua empresa e como reverter essa situação desde já.

Vazamentos de dados: por que se preocupar com eles?

Em primeiro lugar, engana-se quem pensa que só tem dados vazados empresas pequenas ou com pouco cuidado com a segurança. Empresas de grande porte, como Netflix, Facebook, Uber, Adobe e Google foram vítimas do vazamento de dados e tiveram que lidar com os prejuízos decorrentes da situação.

Por exemplo, perda da reputação, prejuízo financeiro, desacordo com a lei e outras consequências chegam na esteira dos vazamentos e ciberataques, que têm se tornado cada vez mais complexos.

Segundo pesquisa realizada em Março de 2021 pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), os vazamentos de dados ocorridos no Brasil aumentaram 493%. O número é preocupante, e indica que é melhor aprender a se proteger.

O que é governança de dados?

A proporção crescente de dados circulando gera uma sobrecarga de informação online, principalmente de maneira não estruturada. Quer dizer, os dados não estruturados são aqueles gerados por canais internos ou por terceiros, como e-mails, imagens, vídeos e páginas da Web.

Esse tipo de dado é particularmente complicado de gerenciar, já que está localizado em vários sistemas diferentes. Dados desestruturados ou de baixa qualidade custam caro para a empresa, além de um desperdício financeiro e de informação.

É aí que entra em cena a governança de dados. Em resumo, trata-se de uma série de práticas e processos que ajudam a gerenciar formalmente esses ativos dentro de uma organização.

Vantagens da governança de dados

Uma governança de dados bem estruturada permite utilizar os dados de maneira estratégica e inteligente dentro da empresa, aumenta a segurança das informações compartilhadas e traz clareza para a tomada de decisões estratégicas.

Além disso, garante a conformidade com a lei vigente, melhora a organização e comunicação do negócio e permite a gestão de riscos, já que a tomada de decisões é facilitada.

O que a governança de dados tem a ver com o vazamento de dados?

O primeiro passo da governança é conhecer todos os dados profundamente: estruturá-los, organizá-los, coletá-los de maneira inteligente e estabelecer prioridades. A ideia é que não existam dados inutilizados, em discordância com a estratégia da empresa ou disformes.

Assim, é possível entregar o dado correto na mão da pessoa certa e elaborar políticas de segurança contra ciberataques e para corrigir vulnerabilidades encontradas na empresa, por exemplo. De acordo com o Data Breach Investigations Report 2021, 85% das brechas para ataques e vazamentos envolviam o elemento humano.

Com organização e planos de segurança aplicados em concordância com os objetivos e cenário do negócio, fica mais difícil ser alvo de ataques de criminosos virtuais.

Sendo assim, empresas data driven têm seus processos otimizados, redução de custos real, capacidade preditiva e mais segurança e qualidade nos projetos.

E o seu negócio, já vive essa realidade? Quer saber mais? Clique aqui e marque um horário com a MATH TECH para atingir seus resultados e passar longe dos prejuízos causados pelos vazamentos. 

Conheça nosso e-book completo sobre os benefícios Data Driven para sua empresa:



Feedback